servidores do trt-sc assistente treinamento de implantação do BIM
Notícias

Implanta BIM: TRT-SC realiza piloto da implantação do BIM com consultoria da AltoQi

Tempo de leitura: 7 min.

A Coordenação de Projetos e Obras (CPO) do Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região (TRT-SC) executa desde janeiro de 2024 o projeto piloto de implantação BIM da AltoQi, o Implanta BIM.  

Servidores arquitetos e engenheiros civis, além de profissionais terceirizados pelo Tribunal, da Ferrari Engenharia, participam de reuniões, treinamentos e capacitações para atuar com a metodologia BIM e os softwares da AltoQi. Esse é o ponto de partida para que o TRT-SC se torne um modelo na implantação do BIM em instituições públicas. 

Servidores TRT-SC vendo treinamento de implantação BIM na AltoQi

O projeto piloto do Implanta BIM inclui o desenvolvimento de um plano de trabalho, a sensibilização BIM, o acompanhamento da execução do projeto piloto e da adoção dos softwares AltoQi Builder, Eberick e Collab. Ao fim do projeto será feito um encontro para avaliação e entendimento das lições aprendidas com a implantação do BIM. 

Como funciona o serviço de implementação BIM 

Desde o início do projeto, em janeiro de 2024, os servidores puderam tirar dúvidas com a equipe da AltoQi, bem como dar feedback sobre os serviços em execução. Os resultados desse projeto piloto possibilitarão replicar o modelo do Implanta BIM para outras instituições públicas e entidades. 

engenheiro da altoqi realiza treinamento de sensibilização BIm com servidores TRT-SC

De acordo com o diretor de projeto de obras no TRT-SC, Jacson Alexandre Pereira, a expectativa com a implementação do BIM é melhorar a eficiência de todo o processo de projeto e orçamentação.  

“Nós queremos que o nosso trabalho seja mais rápido, conectado e de acordo com os processos de tecnologia. Por isso entendemos que é essencial a sensibilização acerca da importância do BIM e o treinamento da equipe, para que a metodologia seja utilizada de forma efetiva”, explicou. 

O Implanta BIM está dividido em seis fases:  

  1. Gerenciamento do Projeto;  
  2. Capacitação à Distância (EaD);  
  3. Sensibilização BIM;  
  4. Implementação;  
  5. Tecnologia e  
  6. Finalização.

O serviço tem por objetivo prover o nivelamento conceitual e sensibilização sobre o tema BIM, apresentar um modelo de plano de execução BIM para estruturação e planejamento das informações, acompanhar o uso e a adoção das soluções AltoQi e consolidar o conhecimento adquirido e favorecer a cultura de melhoria contínua. 

Como caso para estudo de implementação, os servidores do TRT-SC, junto à equipe da AltoQi e da Ferrari Engenharia, estão fazendo o projeto de um retrofit da sede do TRT-SC de Blumenau.  

De acordo com a Head de Services, Luana Nogueira, o Implanta BIM representa uma maneira de aprimorar o engajamento das pessoas, tanto em relação às soluções da AltoQi quanto a metodologia BIM.   “Sem um acompanhamento de implementação entendemos que a maturidade e a adesão à ferramenta não seria tão positiva”, exemplifica a gerente.  

Ação visa adequação à lei 14.133 

A contratação realizada pelo TRT-SC foi realizada para atender à lei de licitação n° 14.133/2021. Também conhecida como “Nova lei de licitações”, a normativa indica que a partir de 1º de janeiro de 2024, instituições públicas devem executar obras e serviços de engenharia e arquitetura públicos, em todas as esferas, preferencialmente em BIM.  

“Parcerias entre o setor público e privado são benéficas para ambas as partes e nós queremos nos consolidar como referência para órgãos públicos que precisam se adequar à nova lei 14.133”, disse o presidente do conselho da AltoQi, Rui Gonçalves. 

presidente do conselho AltoQi rui gonçalves participando do implanta BIM com o TRT-SC

Para o o CEO da AltoQi, Felipe Althoff, a vigência da nova lei é um primeiro passo de uma série de adaptações que deverão ser feitas nos próximos anos para melhorar o desempenho de toda a cadeia de agentes envolvidos na construção civil. "Com as tecnologias que oferecemos, essa adaptação será possível”, concluiu.